Enfim, Chile – Uma pequena introdução

Enfim, Chile! – Uma pequena introdução

A República do Chile, aquela “tripinha” na America do sul com extensão de 756.096 km², é um pais repleto de paisagens únicas (de patagônia a Atacama) que faz fronteira com Bolívia, Argentina e Peru, o que torna um bom ponto de partida para iniciar um mochilão.

Um país que ganhou visibilidade pela liberdade econômica, hoje ocupa a posição 7 no ranking heritage, que observa as dez liberdades econômicas (nos negócios, no comércio, fiscal, de intervenção do governo, monetária, de investimentos, financeira, de corrupção, do trabalho e direitos de propriedade) o Brasil ocupa a posição 122.

Outro ponto curioso é a queda do visto americano, tornando o primeiro país da America do sul a ter isenção de visto para entrar na terra do Tio Sam.

Cultura e religião

Conhecido também como o país dos poetas, possui grandes escritores que levaram o nome do seu país para o mundo, como é o caso de Gabriela Mistral e Pablo Neruda, ganhadores do prêmio nobel de literatura dos anos de 1945 e 1971.

A religião predominante do Chile é o Catolicismo, fortemente influenciado por seus colonizadores espanhóis, em 2012 cerca de 66% da população se declararam católicos, o que não influenciou na escolha de uma agnóstica para comandar o país. Em 2013 Michelle Bachelet foi eleita como presidente da republica, uma agnóstica declarada!

Ditadura militar

O Chile também passou por sua ditadura militar, iniciada em 11 de setembro de 1973 (De novo 11 de setembro?), quando as Forças Armadas e o general da Carabineiros do Chile (Nome da policia do chile) deram um golpe de Estado e depuseram o presidente Salvador Allende, até o 11 de março de 1990 (11 de novo?) o regime se caracterizou por um modelo autoritário de governo, chegando a mais de 40 mil mortos segundo a ONU.

Feminismo

Outro ponto que me surpreendeu durante minha estada no Chile foi a marcante luta do feminismo nas ruas, por onde se passa podemos encontrar a força feminina retratada em cartazes e pichações com palavras de ordem e “não deixaremos governar”

O Chile é um país incrível, foram 12 dias perambulando por este país que sabe muito bem como tratar os brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *